24 de março de 2016

Fast Fashion ou a moda que polui

É a segunda indústria que mais polui logo a seguir à do petróleo. Chamam-lhe Fast Fashion: as multinacionais produzem mais do que nunca e nós consumimos em grandes quantidades e a preços muito baixos. Qual é a fatura deste fenómeno e quem vai pagar o preço mais alto?

Já pensou na quantidade de roupa que tem no seu armário? T-shirts, jeans, vestidos de todas as cores e feitios, sapatos, carteiras, gorros, lenços, chapéus, bikinis, blusões, blazers, casacos e camisas... Já pensou na quantidade de roupa que tem e que não usa? Já pensou nas vezes em que comprou roupa super barata? 'Comprei nos saldos' e 'só custou 5€'. Identifica se? Identificamo nos todos...
Graças á publicidade ferozmente eficaz compramos, compramos e compramos cada vez mais e para isso produz se tudo mais rapidamente e a preços muito baratos.
A este consumo desenfreado e muitas vezes obsessivo dá se o nome de Fast Fashion.


Até aqui tudo bem, a publicidade convence nos de que somos mais felizes se comprarmos mais e mais e nós sentimo nos felizes porque é tudo barato e podemos comprar. 
Mas enquanto nós nos enchemos de tralha á pessoas, por ex. China, Índia e Bangladesh, que trabalham condições desumanas em que não existe segurança no trabalho e se polui assustadoramente. 
Na Índia, fábricas de peles e curtumes escoam para os rios milhares de litros de água carregadinhas de crómio (substância que em grandes quantidades é tóxica)... 
O rio Ganges está assustadoramente poluído... 
Em Xintang, cidade chinesa que produz milhares de pares de jeans, o rio é azul e tem uma espuma abundante e fétida.


As águas destes países estão carregadas de metais pesados e são usadas na agricultura porque não há outro recurso, devido a tudo isto surgem cada vez mais casos de cancro, problemas de fígado e de pele. 
Sendo uma das matérias primas mais usadas no fast fashion a produção rápida do algodão é muito importante. 
Por exemplo no Estado de Punjab, na Índia, região conhecida pela produçao de algodão e pelo uso alarmante de pesticidas para combater infestações de lagartas. As pessoas são informadas de que há uma ligação entre o uso de pesticidas e o cancro, mas eles aumentam a produtividade. E a questão é exatamente esta: sabe se que o uso de pesticidas polui, compromete a vida de muitos, mas a produtividade e as questões económicas falam mais alto . É por este motivo que no estado de Punjab surgem 1000 novos doentes de cancro por ano. 

Felizmente já existem algumas (muito poucas) empresas empenhadas em alterar as suas práticas 
Para que existam outras empresas a mudar os seus hábitos é preciso 'espalhar a palavra' quantas mais pessoas souberem deste problema que toca a todos, mais o assunto será falado e assim tornar-se-á 'moda'. 
Assim a habitual publicidade 'só custa...' deixará de funcionar e as empresas terão de mudar os seus (maus) hábitos para atrair clientes. Cabe nos a nós lutar e exigir que estas mudanças sejam feitas tão rápidas quanto possíveis. 
Também podemos continuar a assobiar para o lado como se nada fosse connosco e comprar, comprar, comprar, mas esta não é de certeza melhor ideia...



19 comentários:

  1. Concordo contigo. A poluição não afecta só os países produtores, mas também o resto do mundo. Acho que os países ditos ricos é que têm poder para mudar isso... Mas em plena crise mundial, não sei se têm coragem de se meter nessa aventura, tão necessária para o futuro do nosso planeta. Porque por enquanto, só temos este.
    Beijinhos
    http://missdreamer-blogger.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é, os países ''ricos'' só fazem algo se ganharem alguma coisa com isso, mas esquecem se que se destruírem o planeta o dinheiro não lhes servirá de nada pois também não há planetas habitáveis á venda!
      Beijinhos

      Eliminar
  2. Gostei e concordo contigo linda
    Muito obrigada pela visita volta sempre adorei
    Beijinhos
    CantinhoDaSofia
    Facebook
    Tem post novo todos os dias

    ResponderEliminar
  3. A poluição afeta o planeta e as gerações futuras por isso meso, é um problema de todos mas, a verdae é que ninguém se improta verdadeiramente...pelo menos ao ponto de mudar as coisas...
    Beijinhos e Boa Páscoa ;).

    misscokette.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  4. O teu post dá mesmo que pensar. Não considero que seja uma feroz consumidora mas mesmo assim quero sempre reduzir! Obrigada por partilhares este post e nos ajudares a abrir os olhos.

    Beijinhos, Dalila | The Lost Louboutin Blog |

    ResponderEliminar
  5. Também me interesso bastante por estes problemas... Não costumo comprar muita roupa, muitas vezes. Também me sinto mal por comprar roupas super baratas, não por serem baratas, mas por saber de onde elas vieram, e que as pessoas que fazem as peças não são devidamente pagas nem têm condições de trabalho nem direitos... Mas sendo estudante é difícil comprar numa loja onde as peças não vêm de fábricas assim!

    R: Também te segui!
    Beijinhos!
    Sparkling Bronze

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é, também me sinto um pouco culpada quando compro uma ou outra peça mais barata :/

      Eliminar
  6. Há muito tempo que este é um tema que me consome... adorei ler isto, é bom saber que mais e mais pessoas se começam a preocupar com este assunto!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. R: Verdade, mesmo quando estão a ser tontos eles conseguem nos surpreender.
    Obrigada por seguires *
    Sigo-te também :D

    ResponderEliminar
  8. Hmn, bem... tudo o que disse é verdade e até já me sinto mal, porque infelizmente tenho muita roupa; o lado bom é que não compro muita roupa durante o ano mas sim algumas peças nos saldos e fico por aí. Eu tento não consumir em exagero, se sinto necessidade de não comprar, não compro. E nunca deito roupa fora, eu doou. Gostei muito deste post, é uma chamada de atenção a todos <3
    E obrigada querida <3 Eu amei o corte tantoooo <3

    ~ Carla'C

    Coisinhas da Carla'C | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  9. Gostei do teu texto! Por acaso não compro muita roupa e quando não me serve ou já não gosto dou a alguém!

    http://imthefifthelement.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  10. Muito obrigado minha querida Vera :')

    Bem, de facto temos mesmo de pensar sobre isto. Não tenho muita roupa mas a que tenho uso e dou bom uso. Aliás, é raro estragar roupa portanto, quando a dou após já não gostar, vai sempre em boas condições.
    É bom refletir sobre este problema!

    NEW TIPS POST | Basic Wardrobe For Spring: Men and Woman
    InstagramFacebook Oficial PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D

    ResponderEliminar
  11. É verdadeiramente assustador !! Deixaste me a pensar nisso Vera ! Beijinhos
    elisaumarapariganormal.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O objetivo é deixar as pessoas a pensar, para ver se mudam alguma coisa!
      Beijinhos

      Eliminar
  12. É terrível o que fazemos ao nosso próprio planeta :'(

    ResponderEliminar